14 de maio de 2017

10 de maio de 2017

Tarte de Salmão e Bróculos







1 massa quebrada refrigerada
3 colheres  de sopa de farinha maizena
1 cebola picada
1 dente de alho
125g de bróculos
140g de filetes de salmão cortados em cubos
75g de mozzarella em fios
2 ovos
150 ml de leite meio gordo
pimenta qb

Ligar o forno a 170º.
Forrar uma tarteira com a massa quebrada.
Levar ao lume a cebola e o alho picados, juntamente com os bróculos e a maionese e deixe cozinhar 5 minutos até ficar cremoso.
Coloque a mistura anterior  na tarteira forrada, polvilhe com o queijo e espalhe os cubos de salmão.
Numa tigela misture os ovos, o leite  e a maizena previamenete dissolvida num pouco de leite para não ganhar grumos.  Tempere com sal e pimenta e de seguida despeje sob a tarteira.
Leve ao forno cerca de 20 a 30 minutos.

1 de maio de 2017

A Manta do João Ricardo





Há cerca de 22 anos atrás, vi a minha amiga FF a tentar fazer uma manta deste estilo, reproduzindo uma manta antiga, penso eu que feita pela sogra, Senhora bastante conhecedora dos Lavores Femininos. Nunca soube se a FF chegou acabar, mas já na altura gostei do modelito.
Como o Ricardinho estava para nascer, fazendo uma pesquisa na Net fui encontrar o modelo que tinha visto anos atrás e foi por mãos à obra. É muito simples, basta fazer uma teia de crochet só de abertos que deve seguir uma sequência de cores, e aqui foi o seguinte:

1ª  - 7 carreiras de branco
2ª -  5 carreiras de azul
3ª  - 7 carreiras de branco
4ª -  1 carreira de azul
5ª -  2 carreiras de verde
6ª  - 1 carreira de azul

Depois deve repetir a sequência de 1 a 6 até estar no tamanho desejado. Com a ajuda de uma agulha para lãs vai passar fios, de preferência dobrados, de forma alternada na mesma sequência usada na teia, mas desta vez na vertical, deve deixar pontas suficientemnete compridas de fio para fazer uma franja. Claro que pode fazer outra sequência de cores logo que a repita sempre na horizontal.