27 de outubro de 2013

"... Bailarina fui
mas nunca bailei
minha vida toda
      como cega errei ..."

Sophia de Mello Breyner Andersen
 "Poemas Escolhidos"






3 comentários:

lectorwall disse...

Um bailado de mãos!! Linda. Bji
Manuela

Emma disse...

trabalho fantástico!

Anónimo disse...

Há bailarinas cheias de sorte!!!